terça-feira, 20 de abril de 2010

A Cura



Hoje é um dia especial. Depois de dois anos me sinto pela primeira vez curado.

Independente do que aconteça em uma certa reunião, eu já sei de uma coisa: Me sinto mais vivo do que nunca. E assim será de agora em diante, não importam as situações, porque quando você supera as suas dificuldades mais extremas uma transformação profunda acontece em você.

Eu falo de peito aberto e, cabeça erguida. Como é bom amadurecer, deixar a vida te levar, fazer com que tudo seja natural. Dei tempo ao tempo, curei minhas feridas, elevei meu espírito, minha mente, minha saúde, aprendi que o respeito e o amor próprio são pilares para grandes mudanças.

Eu me recordo agora de um filme que assisti exatamente há dois anos atrás quando estava na lona: “Saint Ralph”/Em Busca de um Milagre (2004).

Situada em Hamilton, em 1954, o filme conta a incrível história de Ralph Walker, um estudante de 14 anos que supera as expectativas de todos ao tentar vencer a Maratona de Boston.

Órfão de pai e com uma mãe muito doente, ele sabe que é uma bomba-relógio prestes a explodir em grandeza, embora não faça a mínima idéia de onde essa grandeza se manifestará. Quando Ralph é inscrito no time de cross-country como penalidade, ele descobre uma maneira de manifestar suas habilidades e acredita, desesperadamente, que poderá realizar o milagre que tirará sua mãe do coma.

Há cenas marcantes neste filme, nas quais eu me apoiei e pude vivenciar nos últimos 24 meses. Além de tudo foi este pequeno e singelo filme que me fez colocar os pés no asfalto. Assim vou peregrinando ao som de Neneh Cherrey em uma terça-feira muito especial.

Trilha Sonora
Artista: Neneh cherry
Música: Woman (1996)

5 comentários:

Cris disse...

AMÉM !

Ei, Guerreiro e Vencedor!

Seu post é uma oração à luta que não se cansa, ao guerreiro que insiste porque acredita na vida, no dia seguinte, nesse amanhecer que pode curar, abençoar, renovar, refazer.

Ainda bem que que vc rasga o peito e fala em voz alta.
A vida não é para os fracos, não é mesmo? Os covardes vão ficando à margem da vida, perdem-se nas lamúrias e na piedade de si mesmo.

O caminho do milagre é a fé que colocamos na nossa garra de não desistir.

Vc venceu, então!

beijos

Marliborges disse...

Quero ver esse filme! Eu já sabia um pouco da história, mas com seu relato, nesse entusiasmo, vou correr atrás!!! Beijão, amei o blog.
http://marliborges.blogspot.com/

Lidce disse...

"A vida vai ficando cada vez mais dura perto do topo."

Friedrich Nietzsche

E você está no topo.No topo do seu auto-conhecimento.Parabéns pelo renascimento, que como você meu poeta falou é o momento mais difícil e lindo da vida. A morte? ela, para quem se vai não é difícil, é muito fácil encontrar a morte, o mais difícil é o nascimento (isso já está pré-destinado em você até no seu nome), e principalmente o renascimento.Obrigada por compartilhar alguns desses momentos comigo.Bjs! Te amo muito.

Aline disse...

Renascer não é tarefa fácil! Recriar, recomeçar, depois de uma certa idade nos parece quase impossível! Mas se não tentarmos, como vamos descobrir? E ter essa força interna, que nos move, latente é o que nos diferencia daqueles que seguem em frente daqueles que vão se perdendo pelo caminho. Fé é a base de tudo! Fé em vc mesmo e fé na vida! Grande abraço, Aline

Maira P. disse...

Noooossa! Vi seu comentário no meu blog e fiquei muito feliz.. resolvi vim ver o seu! Gostei muiiito, o que voce falou é a mais pura verdade.
:****