segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Vertigem



Alterno
a esmo
melancolia
raiva
ódio
paixão
e
poesia

Neste vespeiro
não há lógica
a não ser contradição
e sempre fico
à espera
do próximo e súbito
arroubo
que desnudará
um fragmento
da minha eterna
sensação de 
vertigem

Trilha Sonora
Artista: B.Herrmann:
Música: "Scene d'amour" from Hitchcock's "Vertigo"

domingo, 30 de outubro de 2011

Rio Impiedoso



Amanheceu cinza
a tempestade afugentou o azul do céu
na varanda havia um violão
cantei então a canção dos errantes
que fala de um rio que corre impiedoso
fitei meus olhos naquele céu
houve um pressagio
um arco-íris
cintilando em suas cores,
o mais lindo (por vezes cruel) dos sentimentos humanos:
a esperança.

Trilha Sonora
Artista: Renato Braz e Nelson Ayres
Música: Moon River

sábado, 29 de outubro de 2011

Soneto da Madrugada



As luzes neon na noite de hoje
dirão "Tudo fluirá"
as estrelas que brilham no céu aberto
dirão "Tudo fluirá"
os amantes beijando abertamente
dirão "Tudo fluirá"
os carros estacionados no hipermercado
sabem que tudo fluirá

Trilha Sonora
Artista: Suede
Música: Everything Will Flow

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Download...



A tecnologia trouxe avanços e, junto com ele novas neuroses.

Brincar com o tema é o foco dessa divertida animação.

Animação: This Side Up
Direção: Liron Topaz

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Eu Prefiro Ser Maluco Beleza



Fico cá pensando com os meus botões: Será que os executivos (aqueles seres engravatados que fecham contratos e geram lucros às empresas, além de acumularem vasta milhagem aérea) não ficam por vezes entediados? 

Claro que não! Eles adoram ouvir uma daquelas palestras “motivacionais”, aliás, parece que no salão imperial de convenções do inferno rola uma dessas babaquices a cada duas horas com convidados ilustres, o último por sinal foi Steve Jobs.

Na estrada é fácil perceber quem é quem, sobretudo nos hotéis.

Evidentemente que os executivos sempre estão acomodados nos hotéis e quartos mais confortáveis, afinal eles geram $$$$$ para as empresas, pelo menos é o que dizem. Em contrapartida quem trabalha com cultura e depende de órgãos públicos para acomodação terá sempre aquele hotelzinho com um quartinho esquecido do fundo do corredor e sem muito conforto óbvio, não temos esse direito. É como comprar um bilhete premiado! Batata! ACERTEI!!!!!!!

Talvez nós, professores, arte educadores, produtores culturais e toda sorte dos que não se conformam frente à situação socioeducativa absurda deste continente apelidado de Brasil, não consigamos traduzir nossos esforços em $$$$ as empresas, ao governo, a própria sociedade, tão imbecilizada pelo consumo frenético.

É bem provável que aquele semianalfabeto que se especializou em burocracia e outras artes de empulhação seja mais ‘qualificado’ para gerir um projeto social, cultural ou educativo e, até possa vez por outra almoçar junto com os senhores executivos e seus ternos de grife, gravatas italianas de seda, cabelos impecáveis, sorriso branco e argumentos previsíveis sobre produção, economia, marketing e tudo mais sobre a vida neste jogo de esconde.

Não me pergunte nada sobre “cultura” motivacional empresarial, nem tampouco sobre autoajuda, passo muito longe disso tudo. Pra dizer a verdade apenas lamento que o mundo cada vez mais dê importância desigual a valores dispares. Não à toa ficamos cada vez mais reféns de toda uma laia que admira nomes como Fausto Silva, Max Gehringer, Roberto Justus, Bernardinho, só pra citar alguns que poderão facilmente um dia ser palestrantes no salão de convenções citado no inicio do texto. 

Ah! O tema da palestra: Com Destino Ao Sucesso. 

Não poderia ser outro né.

Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez...

Trilha Sonora
Artista: Raul Seixas
Música: Maluco Beleza

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Há muito tempo...



Paul que dias desses casou-se pela terceira vez, o cara além de tudo é bom de lábia. Este é um videoclipe raro da década de 80, parece que foi ontem, mas... 

Trilha Sonora
Artista: Paul McCartney
Música: Once Upon A Long Ago

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Kimi Back



Kimi Raikkonen deve retornar a F1 em 2012, seu destino deverá ser a equipe inglesa Williams. A noticia é legal para quem curti o jeitão outsider de Kimi (o James Hunt dos anos 00), que além de ser avesso ao ritual politicamente correto da atual F1, traz de volta a principal categoria do automobilismo o talento do finlandês campeão do mundo em 2007.

Se a noticia foi confirmada já posso reservar o meu ingresso para o GP Brasil de 2012 e convocar a turma do Recife.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Leon Cakoff



Do que seria feito este mundo sem os sonhadores? Autênticos arquitetos das esperanças humanas.

Poderia iniciar assim uma homenagem a Leon Cakoff (1948/2011).

Mas a sala de cinema hoje parece vazia, a Mostra Internacional de São Paulo está honestamente contida, a praça do Cinema Paradiso ficou desamparada...não há ninguém nas ruas.

Todos cultivamos nossos próprios sonhos, mas algumas pessoas parecem nascer com a delicada missão de colocar emoção, sorriso, sentimentos nos olhos alheios, de estranhos, amigos, familiares.

Leon partiu, parece que sua instrução era deixar-nos confortáveis em salas escuras, confundindo a vida real com aquela magia repaginada que só os filmes podem nos condenar a sentir. Pessoas assim são imprescindíveis, porque sonhar é mover moinhos, e viver é bem mais duro que isso.

Que os ventos soprem por aí...

Trilha Sonora
Artista: Chris Botti (with Yo-Yo Ma)
Música: Cinema Paradiso

domingo, 23 de outubro de 2011

Porcelena



Era de porcelana aquela antiga esperança
que caiu hoje pela manhã no chão
perdi
os sonhos
o ar
a fé
mesmo que
ainda espere
por algum milagre

Trilha Sonora
Artista: Moby
Música: Porcelain (Live)

sábado, 22 de outubro de 2011

Descanso...



Amanheceu
as luzes acessas da cidade
agora estão todas desligadas
farei o mesmo
meu cérebro precisa descansar
meu corpo está em frangalhos
dormir é um santo remédio
mesmo que sonhe com os temidos
anões do tédio

Trilha Sonora
Artista: Portishead - All mine
Música: All mine

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Palavras



“Não consigo me lembrar QUANDO foi que descobri que gostava de escrever. Não consigo precisar em que momento comecei a atirar palavra para o alto, na esperança de que elas caíssem no lugar certo, invejoso da precisão de Truman Capote, que se autodominava, com toda razão, um Paganini semântico”.

Miguel Falabella

De modo similar (com muito menos talento) não saberia precisar quando e por que comecei e gosto de jogar palavra para o alto. Mas jogo todos os dias. Para onde vão? Não sei, mas estão voando, flanando, esgueirando-se por algum lugar deste imenso planeta.

Trilha Sonora
Artista: Kings Of Convenience
Música: I'd Rather Dance With You

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Baladas Épicas



Lá vem Noel! O guitarrista do extinto Oasis é o cara das harmonias inteligentes e dono de um talento nato para construir baladas épicas.

Seu primeiro álbum solo “Noel Gallagher’s High Flying Birds” já está por aí, pelo espaço cibernético ou mesmo nas boas e cada vez mais raras lojas de discos. (caramba ainda estou no século XX, não tem jeito!).

É bom ouvir canções talhadas por quem ter a virtude de esculpir delicadeza em formato ‘media player’ (tento ser moderno) mas...

Se o disco de Liam era rock mais bruto (me parece mais apropriado com seu jeito de eterno moleque mimado) o de Noel é mais suave, cheio de referências estéticas a outrora expoentes da música comercial. Rastros de Burt Bacharach e de Barry Manilow estão intrincados com as harmonias do irmão Gallagher mais velho.

Essa guerra familiar continua sendo interessante, o que seria de Deus sem o diabo?

Trilha Sonora
Artista: Noel Gallagher
Música: The Death Of You And Me

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Memória Afetiva



Na virada da noite a saudade de um par de olhos tão meigos. Às vezes as palavras são melhores quando ficam mudas.

Nestes casos algum gesto delicado já me basta.

Existem pessoas neste mundo que possuem um trabalho artesanal, de catalogação de memória, de imagens, de momentos captados no passado. Pra elas eu digo: Que lindo! Parabéns!

Obrigado.

Trilha Sonora
Artista: God Give Me Strength
Música: Elvis Costello and Burt Bacharach

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Delírio



Abriu um clarão na mata, e no foi um avião que caiu, nem um meteoro perdido dando rolê neste planeta. Olhei na tv a multidão enfurecida quebrando tudo o que podia pela frente, queimando seus demônios invisíveis... Quem irá impedir a invasão da bolsa em Wall Street? Cabeças irão rolar literalmente, que ótimo!
Era um sonho, ou delírio?

Trilha Sonora
Artista: Cat Power
Música: Wonderwall (oasis cover)

domingo, 16 de outubro de 2011

Clapton no Brasil



Clapton passou pelo Brasil deixando os rastros do seu talento em apresentações grandiosas. Em São Paulo no início do espetáculo dedicou o show ao piloto brasileiro Felipe Massa, Eric é apaixonado pela F1 e figurinha carimbada pelos paddocks mundo afora.

Quem me conhece sabe que apesar do meu bode com a indústria automobilística – eu adoro F1 – em minha opinião são coisas diferentes, apesar do envolvimento de algumas montadoras na categoria.

Também não sou fã de Massa – acho Felipe um Barrichello piorado que perdeu sua grande chance de vencer um mundial em 2008 e, depois daquele quase trágico acidente na Hungria em 2009, Felipe nunca mais guiou no seu nível anterior de pilotagem.

Fato é que os 45 mil fãs que foram ao Morumbi no feriado da quarta-feira assistiram um artista que não cansa de esbanjar seus dotes, com elegância e técnica. Provavelmente o músico tenha dedicado o show a Felipe porque o conhece e também sabe que a vida das pessoas é cheia de altos e baixos, e neste aspecto Clapton estaria lembrando sua própria vida.

Trilha Sonora
Artista: Eric Clapton
Música: Old Love

sábado, 15 de outubro de 2011

Projeto Babystar



A banda mineira Pato Fu solicitou aos fãs que enviassem fotos de bebes (filhos, sobrinhos, netos) para criação do videoclipe da canção “Rock’n’Roll Lullaby” cover do sucesso de B.J. Thomas na década de 70 e terceiro registro em vídeo do mais recente disco do grupo “Música de Brinquedo” (2010).

O resultado foi batizado de Projeto Babystar, poderia ser também, ‘fofurastar’ que estaria de ótimo tamanho.

O clipe é uma mistura de linguagens em animação, desenho e fotografia (a dos bebes) um mais fofo que o outro. Acho bacana este tipo de iniciativa de artistas que sabem usar de maneira critica os atuais recursos de divulgação de trabalho, além do que, terminam por envolver seus simpatizantes e ganhando um olhar diferenciado mesmo de quem de repente não seja um entusiasta do seu trabalho artístico.

Vale conferir, no final as fotos dos bebes que por falta de espaço no clipe ficaram de fora. Muito legal!

Trilha Sonora
Artista: Pato Fu
Música: Rock’n’roll Lullaby

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

In Out



Eu sou contra a tolerância, porque ela não basta. Tolerar a existência do outro e permitir que ele seja diferente ainda é pouco. Quando se tolera, apenas se concede, e essa não é uma relação de igualdade, mas de superioridade de um sobre o outro. Sobre a intolerância já fizemos muitas reflexões. A intolerância é péssima, mas a tolerância não é tão boa quanto parece. Deveríamos criar uma relação entre as pessoas da qual estivessem excluídas a tolerância e a intolerância.

José Saramago

Trilha Sonora
Artista: Bloc Party
Música: One More Chance

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Preto no Branco



Existem os dias coloridos
mas hoje eu desejo olhar
preto no branco
sem cores
porquê minha vida passa
numa antiga Telefunken


Trilha Sonora
Artista: King Charles
Música: Ivory Road

terça-feira, 11 de outubro de 2011

11 de outubro



Renato não era russo, mas poderia ter nascido em qualquer lugar do universo e ainda assim seria um poeta. Essa canção soa aos meus ouvidos com certa ternura. Quando a compôs Renato não imaginaria que um dia ela seria cantada pelo amigo Dinho Ouro-Preto acompanhado por uma Orquestra Sinfônica. Foi uma bela homenagem, enfim fizeram algo digno para lembrar o Russo.

A gravação original de Por Enquanto continua sendo a mais bonita de todas suas versões. Teclados, camadas e texturas que Renato harmonizou com destreza. Quando queria o poeta sabia traduzir seus sentimentos com lirismo impecável, de fazer chorar.

Trilha Sonora
Artista: Dinho Ouro-Preto/Sinfônica Brasileira/Legião Urbana
Música: Por Enquanto

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Ah! É



Um recadinho do poeta para a geração Z, Y, e sei mais lá qual letra...

Acabo de ler num artigo de jornal, que pertenço à “antiga geração”. Deve ser por isso mesmo que me sinto tão arejado como um velho casarão de vidraças partidas.

Mario Quintana

Trilha Sonora
Artista: Placebo
Música: Song to Say Goodbye

domingo, 9 de outubro de 2011

Angústia



Não consigo hoje esmiuçar essa dor
que ontem era somente
aflição

Melancolia na quinta-feira
ao abrir a janela
o cinza soprou minhas narinas
espirrei o pó
com ele expeli alguns medos

De onde nascem as angústias?
Inseguro, quem? Eu?

Tudo vem do amor
disse um amigo meu

Acreditei
quero ser feliz
em voz alta

FELIZ!

Trilha Sonora
Artista: Vítor Araújo
Música: Taxi Driver Theme

sábado, 8 de outubro de 2011

A Loja da Esquina



Não é todo dia que a gente consegue expressar algo minimamente inspirador, aliás, nem sei se de fato eu consigo essa verbalização textual, sou bem crítico em relação as minhas capacidades. Então por um acaso feliz me caiu na tela essa banda, Tribes e, essa canção, When My Day Comes...

Puxa vida, às vezes, ou sempre (sei lá eu) o cosmos conspira ao seu favor. Não fui atrás de muitas informações sobre o grupo, isso não importa muito neste instante.

Gostei do som das guitarras rasgando um agudo hipnótico, certo frenesi, me deu vontade de dançar. Achei a voz do cantor interessante, também em agudo, longe de perfeita, é suja, vibrante, entusiasma e isso já me basta.

Inevitável traçar este paralelo entre a banda do Reino Unido e a minha inspiração, ou, a falta de, para escrever, ou apenas rascunhar pensamentos, impressões sobre o cotidiano.

Andei lendo um bocado por esses dias, adoro quando tenho este tempo, essa disposição, a vontade e disciplina de aguçar minhas curiosidades, envenenar-me mais um pouco de algo que não conhecia ainda. 

Nestes períodos tendo a ficar mais calado do que já sou (se é que isso de fato seja possível), e aí tome percepções diárias.

Vejo pessoas doces, que por alguma insegurança ou pela pressão do trabalho, ficam retraídas, renegam seu próprio brilho e ocultam tanta beleza dentro de si, mas tudo está lá pulsando, querendo ganhar as ruas, o mundo, ou talvez, apenas a sua própria sombra.

Olho para as ruas laterais e transversais de onde escrevo agora, e não consigo compreender como essa cidade tão pequena pode ter tantas, eu disse TANTAS, lojas de carros – novos, usados, recauchutados, sei lá mais o que – num perímetro de no máximo 2Km.

Então o ‘metido’ e ‘pedante’ aqui entra em ação e pensa:

Quem dera fossem todas essas lojas de automóveis, livrarias. Sim, lojas de livros, grandes, médias, ou até pequenas, como a charmosa ‘livraria da esquina’ da personagem de Meg Ryan (Kathleen Kelly) no filme (You've Got Mail, 1998) ‘Mensagem Para Você’...

Mas como posso ser tão tolo assim? Viajou? Bebeu? Cheirou? Perdeu a razão Jonathas Nascimento?

De repente eu me tornaria uma espécie de Joe Fox (Tom Hanks) do mesmo longa, mas quem em sã consciência trocaria carros por livros neste país que adora ocupar-se tanto com a educação, a cultura e as artes do seu povo.

É... acho melhor eu pensar noutra coisa, afinal a noite está caindo bela e estrelada no céu do interior paulista. 

Logo mais os donos de todos os carros reais e imaginários desta pacata cidade irão se divertir queimando combustível ao redor da praça principal, numa procissão sem velas e santos. 

A felicidade como se vê é apenas uma questão de esquadrinhar espaços na vida.

Trilha Sonora
Artista: Tribes
Música: When My Day Comes

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

A Voz do Coração



Hoje me bateu uma sensação de desolação. Não sei ao certo o motivo, ou, motivos. Não estou deprimido, longe disso. A auto-observação traz por vezes esse sentimento, esse mistério entranhado lá dentro de nós.

Pensei em duas coisas que não estão obrigatoriamente entrelaçadas. Lembrei de Isak Borg, personagem do diretor sueco Ingmar Bergman em “Morangos Silvestres” (1957). Na película o professor de medicina revive suas memorias ao reencontrar sua antiga casa na estrada entre Estocolmo e Lund, aliás, dia desses fiz um ‘download’ da minha infância neste blog.

Foi aí que percebi que já fui muito, muito mais rígido comigo mesmo, porém hoje em dia tento ter uma atitude mais ‘relax’. Para quem tem um monte de palavras ali à espreita, fica difícil não se ‘envenenar’ de poesia, de dores, alegrias, sorrisos e lágrimas de escritores, poetas, cineastas, músicos, compositores... e isso tudo todos nós sentimos, mesmo aqueles que negam e fazem aquela pose fake de durão.

Não sou indiferente e, esse é o lado positivo. Ninguém quer ter a sensação de envelhecer mais rápido do que esperava, ninguém quer pensar seriamente no rito de passagem, ou de retorno, o Raul Seixas já dizia que antes de nascermos estávamos mortos, e pra lá voltaremos...

Até o Steve Jobs morre e, ontem foi o dia dele partir.

A segunda lembrança me veio através da leitura de uma carta do Caio Fernando Abreu para seus pais. Fui à lona, nocaute certeiro. Fiquei comovido pela sinceridade e coragem, e penso o quanto deve ter sido sofrido para ele - um escritor – que se sentia impotente, um observador compulsivo da vida que passava ali por seus olhos fixos em uma janela.

São Paulo, 12 de agosto de 1987

Querida mãe, querido pai,


Não sei mais conviver com as pessoas. Tenho medo de uma casa cheia de pais e mães e irmãos e sobrinhos e cunhados e cunhadas. Tenho vivido tão só durante tantos – quase 40 – anos. Devo estar acostumado.

Dormir 24 horas foi a maneira mais delicada que encontrei de não perturbar o equilíbrio de vocês – que é muito delicado. E também de não perturbar o meu próprio equilíbrio – que é tão ou mais delicado.


Estou me transformando aos poucos num ser humano meio viciado em solidão. E que só sabe escrever. Não sei mais falar, abraçar, dar beijos, dizer coisas aparentemente simples como “eu gosto de você”. Gosto de mim. Acho que é o destino dos escritores. E tenho pensado que, mais do que qualquer outra coisa, sou um escritor. Uma pessoa que escreve sobre a vida – como quem olha de uma janela – mas não consegue vivê-la.

Amo vocês como quem escreve para uma ficção: sem conseguir dizer nem mostrar isso. O que sobra é o áspero do gesto, a secura da palavra. Por trás disso, há muito amor. Amor louco – todas as pessoas são loucas, inclusive nós; amor encabulado – nós, da fronteira com a Argentina, somos especialmente encabulados. Mas amor de verdade. Perdoem o silêncio, o sono, a rispidez, a solidão. Está ficando tarde, e eu tenho medo de ter desaprendido o jeito. É muito difícil ficar adulto.

Amo vocês, seu filho,
Caio

O que importa é ouvir a voz que vem do coração...

Trilha Sonora
Artista: Milton Nascimento
Música: Canção da América

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Come Together...



Eu desisto,
Vocês não vão me deixar em paz mesmo...

Às vezes eu quero vomitar essa frase para um monte de gente chata e inútil

Mas então acho melhor ouvir a voz da Cássia
Beatles Song
Ecoa aquela voz sem limites
Silenciada
Mais ainda ativa

Se a música ajuda a vender malditos celulares
O azar não é meu
A música já existia muito antes da invenção deste aparelho bestial
Coitado do publicitário que acredita piamente nisso
Talvez ele consiga vender também caixões com outras músicas
Teria uma lista ENORME de sugestões para esta missão
Mas deixa quieto... outro dia revelarei a minha insólita lista.

A publicidade em geral tenta ‘roubar’ as pessoas atacando suas inseguranças, vulnerabilidades, focando em seus complexos de inferioridade, e por aí vai e isso tudo move milhões de reais e pessoas como o Faustão enchem a burra de dinheiro... Ah tô morrendo de inveja... acho que nem conseguirei dormir esta noite!

Esse é o nosso mundo
O que é demais nunca é o bastante
E a primeira vez é sempre a última chance...

Eu NÃO desisto,
E se vocês não vão me deixar em paz
O problema não é meu...

Trilha Sonora
Artista: Cássia Eller
Música: Come Together

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Longe de Sereno



O R.E.M. regravou este hit do cantor country Glen Campbell...
Acho que o resultado foi satisfatório. Essa canção combina bem com a paisagem que vejo pela janela agora.
Algo entre o bucólico e o sereno e, isso me leva a uma frase do Renato Russo:

Se fiquei esperando meu amor passar
Já me basta que estava então longe de sereno

Nos dois casos a poesia passeia livremente. 

Trilha Sonora
Artista: R.E.M.
Música: Wichita Lineman

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

You're The Best Thing Again



Eu tenho um box DVD do Live Aid, mas não tenho essa canção do Style Council. Devo ter faltado na reunião dos agraciados com todas as canções do concerto...

Não faz mal, “You're The Best Thing” é uma das minhas canções prediletas, não me canso de ouvir, é uma delicia sonora. 

Trilha Sonora
Artista: Style Council You're
Música: You're The Best Thing Live Aid 1985

domingo, 2 de outubro de 2011

Alucinados...



Fiquei pensando com os meus botões a tarde inteira e, não cheguei a nenhuma conclusão (ainda bem). Por que as pessoas andam matando as outras no trânsito com tanta frequência? Por que alguém com 19 anos pega um carro de luxo e causa um fuzuê daqueles dignos de filme de ação e ainda tenta fugir da policia?

Nossas leis são frouxas, nosso sistema judiciário é omisso, nossa sociedade é conivente com este tipo de coisa. No Brasil que tem dinheiro quer mesmo é matar os outros que atrapalham o desfile de seus belos e malditos carrões nas ruas entupidas de carros, todo mundo quer ter um carro. Engraçado, ninguém deseja ter paz!

Se você mora em São Paulo é bom ter cuidado ao andar pelas ruas, tenha medo de carros de luxo guiados por idiotas alucinados, tenha muito medo sempre que ouvir uma conversa que diz que o país não avança graças aos nordestinos, tenha muito medo de ser honesto, porque por essas bandas o que impera é mesmo o $$$$$, vil metal.

Não precisa pensar muito para descobrir que o mundo anda mesmo bem complicado.

Trilha Sonora
Artista: U2 and Mick Jagger
Música: Stuck in a Moment You Can't Get Out Of

sábado, 1 de outubro de 2011

Mr. Maravilha no Rio



Quem assistiu não se arrependeu. E disse Deus: haja música de verdade no Rock in Rio 2011, então surgiu no palco o enviado divino, Stevie Wonder! Que coisa linda é ficar olhando Stevie arpejando seu piano, tocando sua gaita ou simplesmente ouvindo a multidão cantarolando “Garota de Ipanema” e, de quebra ele mostra porque é diferente, toca uma canção que muita gente por aqui nem lembrava mais “Você Abusou” Antônio Carlos e Jocafi, para delírio da galera que não arredou pé até o final da apoteose. O Rock in Rio não precisa de mais nada este ano, já tá ótimo!

Na sequência acima alguns clássicos do Senhor Maravilha, “My Cherie Amour”, “Signed Sealed and Delivered”, “Sir Duke”, e um trecho “Isn't She Lovely”.

Inesquecível pra dizer o mínimo, aos 61 anos de idade ele continua sendo uma lenda viva e sua arte não será esquecida.

Trilha Sonora
Artista: Stevie Wonder
Live in Rock In Rio