domingo, 5 de dezembro de 2010

Bolha de Sabão



Sou como
uma bolha de sabão:

às vezes inflo
voo solto
ao sopro do vento
feito um pássaro
que saboreia a liberdade
vive para voar

Noutras murcho
perco o ar
e simplesmente
desapareço
perco o rumo
deixo de ser
qualquer coisa sólida

frágil como uma bolha de sabão...

2 comentários:

Junkie Careta disse...

Não pense que por não ter tempo de deixar comentários(no trabalho não dá pra acesssr e tô sem internet há séculos...)eu não passe por aqui. Papel pop faz parte das minhas leituras quase diárias. Só lamento a ausêñcia de mais textos seus aqui.

Saudade de vc, de minha amiga linda e dessa saudade cinza.

Grande abraço

Jonathas Nascimento disse...

Ah! Junkie...

Tb com saudades dos shows da Radioteca. No meu Ipod, "Areias" é uma das minhas prediletas sempre rola. Falta texto, por não sobrar mais tempo... Talvez para 2011, o acervo deixe de ser diário, para ter um conteúdo em outra dimensão de tempo...

Abraços a toda família,
Natal e 2011 com "Saúde"!!!!