sexta-feira, 11 de junho de 2010

O Marquês de Suede



O Suede é uma espécie de polaróide musical dos anos 90 no Reino Unido. Os jovens logo se identificaram com a trupe de Brett Anderson e Bernard Butler, suas letras sobre as dores, dilemas e, incertezas que o fim da era industrial traria as novas gerações daquela região e do mundo globalizado.

Do subúrbio londrino logo brotaram poesias urbanas amarguradas, melancólicas, passionais, latentes e às vezes viscerais, todas devidamente emolduradas por canções envolventes e apaixonantes, principalmente nas linhas melódicas da sonoridade esplêndida que Bernard Butler conseguiu extrair de suas guitarras.

Anderson e Butler são a dupla mais talentosa e original de artistas surgidas na cena musical inglesa desde Steven Patrick Morrissey e Johnny Marr dos Smiths.

O sentimento à flor da pele não difere quando ouvimos os primeiros acordes de “The Wild Ones”, uma balada que aborda liricamente as inclinações de um amor arrebatador.

Há uma canção tocando na rádio
No céu, a atmosfera do espetáculo matutino
Enquanto a música toca, uma vida se esvai
E enquanto abro as cortinas em minha mente, estou acreditando que você poderia ficar
E, se você ficar, eu perseguirei a chuva pelos campos afora
Nós brilharemos como a manhã e pecaremos ao sol
Se você ficar
Nós seremos os loucos, correndo com os cães, hoje

Este é o meu auto-presente para o dia de hoje: 41! O tempo voa.....
Trilha Sonora
Artista: Suede
Música: The Wild Ones

3 comentários:

Junkie careta disse...

Meu amigo querido,

Antes de mais nada, meus sinceros parabéns!

Te desejo todo o amor que houver nessa vida e algum trocado para dar garantia como dizia aquele grande poeta carioca.

Obrigado por todo o suporte ao longo dessa amizade curta, porém, verdadeira.

Esse seu espaço está cada dia melhor.

Estou convidando os amigos para celebrar comigo no Spleen. Especialmente vc que tem a sorte de ter, alguém tão especial.

Um grande e afetuoso abraço

Junkie careta disse...

Desnecessário dizer o quanto amo essa banda e concordo inteiramente quando vc diz que trata-se da banda mais original e talentosa desde os Smiths. Isso deve-se somatório quase perfeito da guitarra indomável de Mr Butler e das melhores letras que ouvi na década de 90 feitas por Mr Brett.Pra mim, o Suede abriu os anos 90 com "so young". Sou tão fã que gosto até do The Tears que várias vezes ouvimos juntos.

Vida longa ao Suede!

Grasi disse...

Amigo querido... PARABÉNS!!!
O que posso te desejar?! Muita saúde, paz, amor e prosperidade (afinal um pouco de $$$ não faz mal a ninguém).
Bjão e curta muito o teu dia :)