segunda-feira, 7 de junho de 2010

Leonard Cohen



Quando Leonard Cohen escreveu esta bela canção de amor em 1984, ele na realidade remetia a letra ao holocausto da Segunda Guerra. Cohen ficara sabendo que em um determinado campo de concentração nazista ao lado do crematório um quarteto de cordas era obrigado a tocar durante a incineração de corpos.

A partir desta informação fica mais fácil fazer a ligação entre a história real e ficcional retratada por ele enquanto uma relação amorosa no decorrer da clássica canção.

Dance-me até sua beleza com um violino ardente
Dance-me através do pânico até eu estar em segurança
Eleve-me como uma oliveira e seja a pomba fazendo ninho em mim

Dance-me até o fim do amor
Dance me até o fim do amor

Deixe-me ver sua beleza quando as testemunhas se forem
Deixe-me sentir você se mover, como fazem na Babilônia
Mostre-me lentamente aquilo de que eu só conheço os limites

Dance-me até o fim do amor
Dance-me até o fim do amor

Dance-me ao casamento agora
Dance-me, outra vez e outra vez
Dance-me mansamente e me dance por muito tempo

Nós dois estamos abaixo do nosso amor
Nós dois estamos acima
Dance-me até o fim do amor

Dance-me até as crianças pedindo para nascer
Dance-me até as cortinas que nossos beijos desgastam
Monte uma barraca de abrigo agora, embora toda linha esteja rasgada.

Dance-me até o fim do amor
Dance-me até o fim do amor

Trilha Sonora
Artista: Leonard Cohen
Música: Dance Me to the End Of Love

2 comentários:

Valéria Sorohan disse...

Cultura e informação, tudo junto e misturado de um jeito que só você consegue! Parabéns.

BeijooO'

Grasi disse...

Linnnnndo...
Tá cada dia mais gostoso passar por aqui...
Bjão, querido e um começo de semana super iluminado.