domingo, 26 de abril de 2009

Imagem Refletida




"O tempo é um rato roedor das cousas, que as diminuí ou altera no sentido de lhes dar outro aspeto."
Machado de Assis


De relance, por entre o espelho, pela primeira vez em minha vida eu antevi o caos que denominamos de tempo. Daí a referência acima do longa, “O Curioso Caso de Benjamin Button”.

Ali à minha espreita o ciclo natural da vida: pai e filho num quase close, em um plano retilíneo nem aberto e, nem fechado.

O espelho de um hospital pode revelar o quanto de humano existe, ou não, dentro de cada um de nós: “eu vi muitos cabelos brancos na fronte do artista/o tempo não pára no entanto ele nunca envelhece”.

E nessa analogia entre tempo, caos, vida e morte, estamos nós, aqui e agora.

“Algumas pessoas nascem para se sentarem à beira do rio. Algumas são atingidas por raios. Algumas tem ouvido para a música. Algumas são artistas. Algumas nadam. Algumas percebem os botões. Algumas conhecem Shakespeare. Algumas são mães. E algumas pessoas... dançam”.

Se ontem fui carregado no colo, talvez agora seja a hora de dar suporte a quem outrora me conduzia.




2 comentários:

Anônimo disse...

jonathas!!!que postagem avassaladora...de uma beleza e dor...para lembrar um pouco do poste anterior. olha, cuidei da minha mãe por cinco anos. ela era vítima de um processo degenerativo fatal. no dia da sua partida, às 4h e 55 min da manhã de um dia do mês de junho/2003, o sol nascia e resplandecia sobre o seu leito (ficava em um quarto da minha casa que a abrigou durante sua doença). a gente ouve: "cuide da sua vida"; sua vida parou?"; vc não pode abrigar uma pessoa doente dentro de casa" e blá, blá, blá. eu lhe digo: cada segundo, minuto, hora, dia, semana, mês e ano valeram à pena. não perdi nada, a não ser no dia que ela subiu. serva do Senhor foi fazer parte do Seu reino de Amor. não sei o que está acontecendo. mas, resolvi contar minha experiência para lhe dizer: seu amor é essencial para todos os que lhe conduziram por sua vida. em todos os momentos. de saúde e de doença. de alegria e de tristeza. de vida e de vida eterna. sabiamente, em sua postagem, você citou machado. termino também recorrendo a ele: "que grande abismo que há entre o espírito e o coração". fiquem, vc e todos os seus, com o Amor inesgotável que vem de Deus! abço.

Jonathas Nascimento disse...

Re: Muito obrigado! Está tudo bem!