domingo, 22 de agosto de 2010

Solidão



A noite fria me trouxe um olhar tristonho para dentro da alma. Por alguns minutos pensei nas pessoas que vagam por aí...

Algumas desfilam com seus carros importados pelas ruas da cidade
Portando suas bugigangas tecnológicas
Mas não se engane, pois elas estão mesmo é sozinhas.
E vivem sozinhas, às vezes jantando apenas
Na companhia de um celular.

Outras, mesmo cercadas de amigos, família, amores,
Não conseguem fugir do vício tortuoso,
Do drama da Solidão.

Mas então um anjo me apareceu!

Humm...

Presunçoso... Logo cai em mim...

Lembrei de imediato da canção de Joni Mitchell,
E como passei a desejar
Que os meus pés voassem...voassem por aí...

Veio então Alceu e baixou ainda mais a minha bola:

A solidão é fera, a solidão devora.
É amiga das horas prima irmã do tempo,
E faz nossos relógios caminharem lentos,
Causando um descompasso no meu coração.
A solidão é fera, a solidão devora.
É amiga das horas prima irmã do tempo,
E faz nossos relógios caminharem lentos,
Causando um descompasso no meu coração.
A solidão é fera,
É amiga das horas,
É prima-irmã do tempo,
E faz nossos relógios caminharem lentos
Causando um descompasso no meu coração.
A solidão dos astros;
A solidão da lua;
A solidão da noite;
A solidão da rua.

Trilha Sonora
Artista: Travis - River
Música: River (Joni Mitchell cover)

2 comentários:

Valéria Sorohan disse...

Que linda a letra dessa música, quase uma poesia.

BeijooO*

Carolina de Castro disse...

"Solidão que nada..."