quinta-feira, 26 de agosto de 2010

O Amor



Caetano Veloso compos esta bela canção sobre um poema de Vladimir Maiakóvski. A interpretação é de Gal Costa.

Talvez
Quem sabe um dia
Por uma alameda do zoológico ela também chegará
Ela que também amava os animais
Entrará sorridente assim como está
Na foto sobre a mesa
Ela é tão bonita
Ela é tão bonita que na certa eles a ressuscitarão
O século trinta vencerá
O coração destroçado já
Pelas mesquinharias
Agora vamos alcançar
Tudo o que não pudemos amar na vida
Com o estelar das noites inumeráveis
Ressuscita-me
Ainda que mais não seja
Por que sou poeta
E ansiava o futuro
Ressuscita-me
Lutando contra as misérias
Do cotidiano
Ressuscita-me por isso
Ressuscita-me
Quero acabar de viver
O que me cabe, minha vida
Para que não mais existam
Amores servis
Ressuscita-me
Para que ninguém mais tenha
Que sacrificar-se
Por uma casa, um buraco
Ressuscita-me
Para que a partir de hoje
A partir de hoje
A família se transforme
E o pai
Seja pelo menos o universo
E a mãe
Seja no mínimo a terra

Trilha Sonora
Artista: Gal Costa
Música: O Amor

3 comentários:

Lidce disse...

Essa música é divina!

M. Sueli Gallacci disse...

Jonathas, meeeu Deeeus, que delicia estar aqui! Mal posso acreditar que teu blog ficou perdido no meu quadro de seguidores, e não sei pq cargas d'aguas suas atualizações não aparecem no meu painel.

São tantos blogs que se não aparecem no painel é difícil lembrar... principalmente para uma cabeça oca como a minha...rsss

Mas adorei estar aqui, ver este vídeo maravilhoso com esta musica divina... Terei de voltar muitas e muitas vezes para tirar o atraso.

Um bjo enorme.

Jonathas Nascimento disse...

Seja benvinda!

O blog é seu...

Abraços,